Apesar de recorde em NY, Ibovespa inicia ano em baixa de 0,86%.

Confira a participação de Alexandre Brito, sócio e responsável pela área de Gestão de Patrimônio da Finacap, para IstoÉ Dinheiro.


"Quando se olha para 2021 e os fundamentos das empresas, o que se viu de forma geral foi bastante positivo quanto a lucro, receita e distribuição de dividendos, muito relevante, com entregas expressivas também neste último caso, algumas com taxas acima de 20%. Mas, do segundo semestre pra cá, houve uma série de outras pautas, como o aumento de juros, a situação fiscal e a Ômicron aos 45 do segundo tempo, que cortaram a recuperação. Assim, entre os setores e ações que mais sofreram estão as ‘small caps’, os índices de consumo e imobiliário, com exposição à economia doméstica."


Apesar de recorde em NY, Ibovespa inicia ano em baixa de 0,86%


Confira a matéria na íntegra clicando aqui.