Vale e Petrobras sobem, mas bolsa não sai do lugar por causa dos juros.

Confira a participação de Alexandre Brito, ócio e responsável pela área de Gestão de Patrimônio da Finacap, para a Veja.


"Uma Selic a quase dois dígitos deveria estimular a injeção de capital no país e frear o ciclo de altas do dólar, mas o que se vê é um risco político e inflacionário que se sobrepõe aos juros. No fim No fim das contas, isso não é bom para a bolsa e nem para o dólar."


Ibovespa fecha em queda de 0,04%, a 104.781 pontos - Felipe Dupouy/VEJA


Confira a matéria na íntegra clicando aqui.