Nem tão defensivo, setor de energia tem contrastes realçados pela crise hídrica.

Confira a participação de Luiz Fernando Araújo, CEO da Finacap, para Valor Investe.


"Como as companhias ganham conforme a demanda, elas sentem o impacto do aumento tarifário, visto que estão expostas à atividade econômica. Ou seja, se a conta de luz está mais cara em meio a uma crise hídrica, as pessoas acabam diminuindo o consumo, então as distribuidoras podem sofrer perda de mercado e, até mesmo, com o aumento da inadimplência."



Confira a matéria na íntegra clicando aqui.