Como fica a performance do setor elétrico sem a ajuda do governo?

Confira a participação de Luiz Fernando Araújo, CEO da Finacap, para o e-investidor/Estadão.


Embora não altere o desempenho das empresas no longo prazo, Luiz Fernando Araújo, CEO da Finacap Investimentos, reforça a preocupação de que o pacote de socorro, no longo prazo, pode ser ruim no aspecto macroeconômico por alterar o movimento natural do mercado.


“Todas as vezes que você administra preços isso gera problema. Você distorce os sinais, desequilibra o balanço de oferta e demanda do insumo, seja energia elétrica, seja petróleo. Se você dá um sinal de preço incorreto, você vai desincentivar investimentos em aumento de capacidade, demanda em um momento em que há escassez de oferta”, afirma Araújo.




Confira a matéria na íntegra clicando aqui.