Comentários do Gestor (Dezembro/21)


Prezados investidores e parceiros,


Em nossa primeira carta do ano de 2022, não poderíamos deixar de iniciar com a retrospectiva de um ano tão representativo e volátil como o de 2021.


O ano de 2021 começou com um viés positivo. Com o início da vacinação nas principais economias globais, a esperança do retorno de uma vida cotidiana normalizada e, principalmente, a expectativa da reabertura e retomada da economia tomava conta de todos os investidores. No entanto, as expectativas mais otimistas logo se dissiparam, com atrasos na campanha de imunização nas economias emergentes, baixa adesão à vacinação em alguns países e novas variantes do vírus - como o episódio da ômicron.


No Brasil, as questões políticas foram as principais responsáveis por influenciar o desempenho da bolsa brasileira no ano, que acabou com o pior desempenho dentre todos os seus pares globais, acumulando uma queda próxima a -18% em dólares.

Seguindo a cartilha do investimento em valor, os momentos de aversão ao risco e de exagero do mercado, historicamente se configuram como a melhor oportunidade de investir em boas operações e se tornar sócio (ou sócia) de empresas negociando muito abaixo de seu valor justo.


Na nossa filosofia de investimento, não temos a pretensão de prever o comportamento do mercado no curto prazo. Nosso objetivo é avaliar as oportunidades que o mercado oferece frente ao risco incorrido. Neste sentido, momentos como o atual, em que o prêmio pelo risco é relevante, nos parece uma boa oportunidade para investimento.


Você pode conferir os relatórios completos através dos links abaixo:


Relatório de Estratégia

Carta Mensal - Renda Variável

Carta Mensal - Multimercado